quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ajude seu filho a estudar melhor


Ajude seu filho a estudar melhor
11/06/2008 às 17:00 Por Lúcia Santos

“Meu filho não quer fazer a tarefa de casa. Só quer assistir televisão e a cada dia piora na escola.”“Estou com um problema. Passo todas as manhãs ajudando meu filho na tarefa da escola. Não consigo fazer mais nada”“Não sei como ajudar meu filho nos seus estudos diários...”Muitos comentários surgem quando se trata das tarefas que os estudantes precisam realizar em casa. Os pais desejam e esperam que seus filhos consigam um bom rendimento escolar. Alguns querem que a escola realize todo o trabalho, pensam que cabe a ela a tarefa de instrução e preferem não interferir. Outros, ao contrário, sentem que devem ajudar seus filhos a fim de que consigam ser o melhor na escola e se envolvem totalmente nas tarefas de seus filhos, as vezes até de forma exagerada. Outros, que gostariam de colaborar com a escola, não sabem como fazer nem por onde começar.Para isso parece oportuno colocar a importância dos bons hábitos de estudo para um melhor rendimento escolar. Alguns passos que podem contribuir para sanar essas dúvidas, tais como:

Estabeleça tempo para o estudo diário - Para o estudo feito em casa, um horário regular faz-se necessário. Isso é bom, pois a criança cria a responsabilidade de por si mesma realizar as atividades e os pais evitam o desgaste emocional de ficar cobrando as tarefas a serem feitas. O melhor tempo para cada um, depende do programa diário da família e da preferência da criança. Alguns rendem mais fazendo a tarefa logo que retornam da escola, pois preferem realizá-la logo e ficar com mais tempo livre. Outros preferem intervalos e pausas entre as atividades. Outros gostam também de realizar atividades físicas entre as tarefas.Ajude seu filho a encontrar então um melhor horário e a respeitar o horário combinado. Tendo-se sempre o bom senso de não vir a ser uma coisa tão rígida que atrapalhe o convívio familiar. Cada um possui o seu rendimento pessoal e uma forma própria de reação diante de situações iguais. O importante é que o estudante seja estimulado a desenvolver e se aplicar o melhor possível desde as primeiras atividades escolares.

Tenha um local para o estudo - Cada criança precisa de um lugar próprio para o estudo. Com o cuidado de ser um ambiente que favoreça a concentração. Bem iluminado, sem distrações à vista, com uma boa cadeira e uma mesa compatível com o tamanho de quem vai usá-la. Caso não exista um lugar restrito para o estudo em casa, a família deve cooperar, evitando barulhos e distrações de outras atividades em casa como televisão, músicas e conversas paralelas.
Preparo prévio para a realização das tarefas escolaresEm casa os pais podem providenciar os materiais extras, que possam ser necessários para se concluir trabalhos escolares. Por exemplo: se for pedido um cartaz que inclui figuras, serão necessárias revistas para recorte e cartolina. Geralmente a tesoura e a cola já fazem parte do material do aluno. Para essa atividade um preparo prévio será necessário pelo responsável.Ensinar essa prévia organização de atividades aos pequenos, nos trará adultos mais conscientes de suas obrigações.

Exercícios de casa - Muitos pais consideram difícil ajudar nas tarefas de casa devido às atualizações metodológicas. Muitas vezes preferem não ajudar por encontrarem dificuldades em interpretar a metodologia que a escola utiliza. Seu filho realmente pode ficar confuso se na escola se ensina de uma maneira e em casa de outra.Cabe aos pais a tarefa de ajudar a criança estimulando-a, mostrando interesse quanto ao significado das atividades e colaborando quanto aos materiais necessários para o estudo.O resultado dos estudos da criança deve mostrar que seus esforços para realizar as atividades propostas foram feitos com sua iniciativa, capacidade de raciocínio, imaginação e responsabilidade da criança e não de seus pais. E esses devem também aceitar o que de melhor a criança realizou em suas obrigações.Devemos enfatizar que a garotada aprenda desde a escola primária a estudar por si mesma. Ela conseguirá assim um melhor crescimento intelectual, contando com a colaboração inteligente e harmoniosa da escola e da família, as mais interessadas nesse crescimento.




Nenhum comentário:

Arquivo do blog