terça-feira, 7 de agosto de 2012

Nem tudo deve ser tratado como bullying

Casos de intimidações e violência no ambiente escolar passaram a fazer parte do dia a dia do noticiário, gerando preocupação de pais e educadores e várias discussões e ações para coibir este tipo de comportamento.
Houve um efeito colateral, no entanto, e atualmente, toda e qualquer discussão ou provocação acaba sendo taxada como bullying e recebendo atenção e intervenção de professores e pais. Pois especialistas alertam que este exagero também não é saudável.
Apesar de não serem agradáveis nem, claro, ser algo a ser estimulado, desentendimentos, brincadeiras de mau gosto e apelidos indesejáveis fazem parte do dia a dia escolar. Quem não passou por estas situações no colégio e “sobreviveu” a elas? E, o mais importante, há muito o que se aprender ao passar por isso, como formas de se defender, superar e no fim, não dar muita atenção às provocações.
Por isso, antes de transformar uma disputa natural vivida por seu filho em um grave problema, saiba que o bullying tem o seu papel – saiba qual é.  Lembre-se: crianças e adolescentes precisam passar por apuros, sozinhos, e criar soluções para sair deles. Um importante aprendizado para a vida adulta.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/blogs/jogo-rapido-educacao/ensino-fundamental-2/nem-tudo-deve-ser-tratado-como-bullying/

Nenhum comentário:

Arquivo do blog